Subscribe via RSS Feed Connect on Google Plus Connect on LinkedIn
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...Loading...

Cisco abre o protocolo EIGRP

26 de março de 2013 0 Comments
ShareTweet about this on TwitterShare on TumblrShare on LinkedInShare on Google+Share on FacebookPin on PinterestEmail this to someonePrint this page

Criado como sucessor do IGRP em 1992 no IOS 9.2.1, o EIGRP está aberto para implementação por outros fabricantes. O anúncio foi feito no “Cisco Live London 2013″ que aconteceu no mês passado. O EIGRP está sendo liberado para o IETF  como “RFC Informational” (http://tools.ietf.org/html/draft-savage-eigrp-00) no qual permite que a Cisco ainda mantenha o controle do protocolo.

A grande desvantagem do EIGRP em relação aos outros protocolos de roteamento foi ser fechado e proprietário. Isso o tornava difícil para implementação pois todos os equipamentos tinham que ser Cisco.

O EIGRP também vem a ser aberto em momento oportuno, pois com esgotamento do IPv4 as companhias estão sendo obrigadas a implementar o IPv6 e o EIGRP pode ser um diferencial em relação ao OSPF já que suporta ambos IPv4 e IPv6 (assim como o protocolo aberto ISIS) sem a necessidade de subir outra instancia de roteamento (a versão IPv6 do OSPF é o OSPFv3).

Resta saber se os outros fabricantes implementarão em seus equipamentos.

 

Cisco Opens Up EIGRP

 

Referências:

http://www.youtube.com/watch?v=o_InjAmW5rI

http://www.cisco.com/en/US/prod/collateral/iosswrel/ps6537/ps6554/ps6599/ps6630/qa_C67-726299.html

http://www.cisco.com/en/US/products/ps6630/products_ios_protocol_option_home.html

http://tools.ietf.org/html/draft-savage-eigrp-00

http://www.slideshare.net/getyourbuildon/a-closer-look-comparing-benefits-of-eigrp-and-ospf-ios-advantage-webinar

 

 

 

 

Seu ip é:
54.146.27.245

ShareTweet about this on TwitterShare on TumblrShare on LinkedInShare on Google+Share on FacebookPin on PinterestEmail this to someonePrint this page

About the Author:

O autor trabalha com tecnologia de redes há 13 anos, participa de congressos no Brasil e no mundo, e contribui para melhoria de protocolos e sistemas com fabricantes de equipamentos de rede.